Moxabustão

MAIS
INFORMAÇÕES
Marcação Acupuntura em Casa
Marcação Tratamentos
Marcação Equipamentos e Métodos
Marcação Equipe
Marcação A Empresa
Marcação Dicas de Saúdede
Marcação Perguntas Frequentes
Marcação Pesquisa de Satisfação
Marcação Trabalhe Conosco
ÁREA DO CLIENTE
Acompanhe a data de suas consultas e 2ª via de boleto
esqueci minha senha
  
Moxabustão
quarta-feira, 15 de julho de 2015
MOXABUSTÃO

Originária da Medicina Tradicional Chinesa, a Moxabustão é uma técnica terapêutica milenar que se integra na acupuntura e em muitos outros sistemas orientais. Segundo Medicina Chinesa, o frio, vento e umidade são grandes causadores de doenças, então, a moxabustão utiliza a aplicação de calor nos pontos e meridianos para harmonizar, equilibrar o corpo humano desobstruindo os bloqueios de energia.

Este método oriental nasceu no norte da china e a palavra moxabustão significa “longo tempo de aplicação do fogo”, ficou conhecida como acupuntura térmica pela combustão da erva Artemísia sinensis com a Artemísia vulgaris. Acreditava-se que com o aquecimento da moxa proporcionava sensação de bem-estar á vida nas cavernas que eram húmidas e frias, isso criava uma cura furtiva e que ocasionalmente aconteciam pelo toque do carvão, ocorrendo uma cauterização.

A Moxabustão ou moxaterapia (como também é conhecida) é recomendada em casos de dores muscular, dores nas articulações, relaxamento corporal, estresse, ansiedade, depressão, asma, resfriados, sinusites, insônia, problemas menstruais, entre outros. O efeito semelhante a acupuntura, age estimulando os pontos, fortalecendo a circulação da energia e do sangue. A moxa estimula os meridianos com o calor que é extremamente penetrante e ajuda quando há menos circulação, clima frio, além de curar a deficiência de Yang absorvendo e recuperando o QI.

Em uma sessão de moxabustão utiliza-se um bastão que tem como principal matéria prima a erva de Artemísia (Artemísia Vulgaris). Esta erva produz uma excelente fonte de calor, causando um efeito terapêutico. O bastão deve ser aceso pelo terapeuta/acupunturista e é deixado aproximadamente a 1 cm de distância da pele do paciente. A aplicação não causa nenhum tipo de dor e devido a preparação da erva, não há risco de nenhuma “cinza” cair no corpo da pessoa que recebe o tratamento, porém, não é recomendado que pessoas com febre, alcoolizadas, com queimaduras, feridas, traumas ou mulheres grávidas realizem a terapia. 

Conheça os serviços da Central da Acupuntura

Equipe Central da Acupuntura

Pr-avaliao via Telefone